sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Violência Fisica e Psicológica contra pessoas com Deficiência

Violência Física e Psicológica contra as  Pessoas com Deficiência

*É cada vez mais crescente a violência física e psicológica contra as pessoas  que  tenham  alguma deficiência .Em relação à faixa etária ,situação socioeconômica ,a deficiência  está entre os principais fatores  que aumentam a propensão e a exposição da pessoa  aos atos de  violência .
Entre os mais diversos tipos de violência, está o abuso sexual e é entre 4 a 10 vezes  maior a probabilidade  da pessoa  ter vivenciado o trauma  quando criança.
Para enfrentar esta situação, surgiu o Programa Estadual de Prevenção e combate à violência contra as pessoas com deficiência , oficializado por meio do Decreto 59.316,de 21 de Junho de 2013.Somente em 2015,mais de 15mil Boletins de Ocorrências  foram registrados  por pessoas com deficiências  no Estado de São Paulo.
Existem inúmeros tipos de violência contra as pessoas com deficiência e uma das piores é a violência Psicológica que é o preconceito, a exclusão social e a escolar, violência física que é o abuso sexual, a violência doméstica e a urbana, ou seja, os assaltos, roubo de cadeiras de rodas, omissão de auxílio aos cadeirantes e às outras deficiências, a inacessibilidade que infelizmente ainda existe nas grandes cidades, em seguida o desemprego (não cumprimento da Lei de Cotas) e o oferecimento de vagas  inferiores e indignas  que julgo como também uma injustiça  principalmente para aqueles que  tem curso  superior e  a agência oferecem vaga de porteiro  para quem  tem doutorado  em economia  e também para  a pessoa que  é   pós-graduada  em Psicologia, por exemplo.
Uma das violências mais cruéis que presenciamos esta semana, a exclusão de um aluno que as professoras ou deixaram sozinho com sua monitora das sete às onze da manhã na escola para irem ao cinema com os outros alunos e alegaram que o aluno  iria atrapalhar  a sessão  ,gritar  ,se mexer constantemente na cadeira ,  e sua mãe relatou no blog  Deficiente ciente  que  este episódio são recorrentes na escola  ,a mãe relata  que vai sempre ao cinema  com seus filhos  e   nunca  deu problema.(sic mãe).
Hoje  ,à procura  de dados estátísticos  sobre a violência  contra  as pessoas com deficiência ,fiquei decepcionada  ,com a fauta desses  dados ,não porque  não temos violência  contra essas pessoas ,mas sim falta de interesse  do governo em procurar saber .
Mas descobri uma Lei  que ,talvez vocês leitores não conheciam  e nem eu  ,a LBI (Lei Brasileira  da Inclusão da pessoa com Deficiência (LBI-Lei nº13.146/15.Entrou em vigor  em Janeiro de 2016.
Existe uma cartilha  da OAB ,onde explica esta Lei.Vou  disponibiliar o link  para  lerem e saber mais. Essa Legislação  garante mais direito às pessoas com deficiência ,prevendo ainda punições para atos discriminatórios..vamos ler é interessante  ,é importante e para saber  nos defender.
No Brasil,segundo dados do IBGE,há n aproximadamente  45 milhões ,23,9% (45.606.048) de  brasileiros com deficiência .
Na Grécia Antiga,os  recém-nascidos  frágeis  ou com deficiência  eram,por exemplo ,jogados no Abismo.


Fonte :
Resultado de imagem para violencia contra a pessoa com deficiencia



 Fabiane Esperança Rocha
Psicóloga e Psicoterapeuta
CRP14ª Reg/03633-3


Nenhum comentário:

Postar um comentário